• Anabel Gallaci

Os benefícios da prática de yoga para as mulheres nas diferentes fases da vida.

“A mudança não é algo que devemos temer. Pelo contrário, é algo que devemos saudar. Pois, sem mudança, nada neste mundo jamais iria crescer ou florescer, e ninguém jamais avançaria para se tornar a pessoa que está destinada a ser.”

B. K. S. Iyengar

A prática de yoga é um processo lento, seguro e prazeroso de cura natural, em todas as fases da vida da mulher.


Neste processo de cura, ocorre a desintoxicação dos tecidos do organismo, ajudando a equilibrar nossos elementos, o alinhamento da estrutura do corpo e a integração dos corpos: físico, mental e emocional.


As mulheres têm três etapas muito importantes da vida: a menstruação, a gravidez e parto e a menopausa.


Yoga e menstruação


Durante o período da menstruação, as funções fisiológicas estão no ápice, para ajudar o corpo feminino a cumprir seu papel fisiológico de reprodução.


As secreções da glândula pituitária estimulam a reprodução, o equilíbrio da secreção e as ações musculares involuntárias do útero, para seu pleno funcionamento.


A regularidade dos ovários também depende do hipotálamo, que tem a função de manter a homeostase do organismo, coordenando as funções do sistema nervoso com o sistema endócrino.

Outros fatores como: má formação dos órgãos genitais, constituição frágil dos órgãos reprodutores, desequilíbrio hormonal, debilidade dos tecidos que sustentam os órgãos reprodutores, são causas de transtornos nos períodos menstruais.


A prática de yoga durante o período menstrual, corrige estes transtornos da seguinte forma:


  • proporciona o equilíbrio das secreções hormonais.

  • corrige o funcionamento das glândulas endócrinas.

  • fortalece os tecidos do útero e demais órgãos do aparelho reprodutor.

  • os ásanas promovem o bom funcionamento do sistema nervoso parassimpático, responsável pela alta qualidade do relaxamento. Isto reduz as tensões psicológicas pré-menstruais ou TPM.

  • evita as anomalias dos ovários, útero e trompas de Falópio, inclusive as inflamações.


Yoga e Gravidez


Toda mulher que cuida bem da sua saúde tem uma gravidez saudável. E a prática de yoga durante a gestação é muito indicada para um parto auspicioso.


É necessário observar alguns cuidados especiais até o terceiro mês de gestação. O aborto pode acontecer, entre outras causas, devido a má formação da placenta, musculatura uterina muito frágil, prolapso ou caída de algum órgão. E estas causas são identificadas neste primeiro trimestre.


Os benefícios da prática de yoga na gravidez:


  • reforço do assoalho pélvico.

  • maior circulação sanguínea, ajudando a eliminar as toxinas que provocam mal-estar.

  • reduz, significamente, o cansaço promovendo mais energia, disposição e vitalidade.

  • evita retenção de líquidos e inchaços, nas pernas e pés.

  • alonga a coluna vertebral.

  • alinha e fortalece a região lombar, evitando que as ações da gravidade causem dores lombares.

  • equilibra a pressão arterial.

  • expande a capacidade pulmonar, trazendo mais prana para a mente e, consequentemente, clareza mental.

  • a prática de pranayamas ou respirações ajuda muito a manter a autoconfiança e a se sentir segura.

  • equilibra as emoções, diminui bastante o nível de ansiedade, as dúvidas e possíveis medos.

  • reduz o estresse causado pelas oscilações emocionais.

  • muitos asanas ou posturas de yoga facilitam o parto.


A prática de yoga durante o período pré-natal, combinada com os cuidados médicos, favorece todo o bem-estar necessário à mãe e ao bebê.


Yoga e Menopausa


O indício da menopausa é o período de doze meses, contados a partir da última menstruação.


Os ovários deixam de funcionar e, com isso, as glândulas tireóides e suprarrenais podem passar a ter uma hiperatividade, promovendo o desequilíbrio hormonal.


Este desequilíbrio hormonal pode trazer como consequências muitos transtornos emocionais, irritação, aumento de peso, depressão, medos, ansiedade e outras desordens do sistema nervoso.


É um período de adaptação à nova fase da vida, com todas as suas transformações ocorrendo simultaneamente.


Ao praticar yoga na menopausa, com regularidade, este período fica muito mais suave e menos intempestivo, servindo como um tranquilizante para o sistema nervoso.


A prática de yoga na menopausa, atua da seguinte forma:


  • as posturas de yoga massageiam as glândulas, ajudando a equilibrar suas secreções.

  • aumenta a flexibilidade e alongamento do corpo.

  • a permanência na postura aumenta o tônus muscular e combate a osteoporose.

  • a observação do alinhamento corporal, protege e tonifica os órgãos internos, evitando inflamações causadas pela sobreposição dos mesmos.

  • ajuda a ativar o metabolismo, reorganizando as secreções hormonais.

  • os pranayamas cuidam do sistema nervoso, acalmando as emoções e a mente.

  • o contato com o corpo ajuda muito à aceitação das transformações dessa fase, no autocuidado, na autoestima e promoção da saúde integral da mulher.



O yoga é um presente especial para a mulher, que deseja viver sua maturidade com muita energia, saúde e vitalidade. Ter uma mente serena e tranquila para interpretar os fatos com foco no presente, na paz e na alegria de viver, plenamente, tudo o que ainda está por vir.


Yoga: a transformação do nosso corpo, por meio do fogo sagrado, promovido pelos asanas.


27 visualizações