• Anabel Gallaci

Carta da Mãe Terra para a Mulher

Mulher, a suavidade é a sua natureza.

Essa suavidade é flexível e, extremamente, forte porque pode se curvar, sem se romper.

Essa curvatura, que vem do seu mundo interno, acumula um momentum.


Traz para você as possibilidades de submeter-se e curvar-se com os ventos.

Também o poder da vulnerabilidade e a habilidade de receber e de ser impregnada por miríades de forças e qualidades.


Não se engane, mulher, isto não é fragilidade.

A fragilidade é a aparência.

Assim como a flor, frágil em sua efêmera existência, se reproduz, espalha-se e persiste através dos tempos, sendo ela mesma.


Você contém forças, manipula forças que condicionam, qualificam e sustentam o mundo.

Essas forças estão em seu corpo, em seus sentimentos, em sua mente...


Como o útero da Terra.

Como a receptividade frente a humanidade, todas as crianças são suas.

Como o talento para criar a paz e a flexibilidade, que você obtém passando por várias posições na vida.


Você é tão forte, minha amada filha.

Tão forte que todas as crianças do mundo dependem de sua proteção.

Isso também inclui os homens.

O Pai conta com isso. Ele conta com você e comigo!



8 visualizações